TEMPLATE ERROR Current Date: Sat Mar 13 13:14:06 BRT 2010 URL : Skin : Last Modify : Wed Dec 31 21:00:00 BRT 1969 File Name : Line : 223 Errors : Error: Block not closed: uol.tpl.StatementIFBoolean Caminho de luz - UOL Blog
::Perfil::



CAMINHO DE LUZ



-·=»¿«=·-
··¤ Este blog foi criado para todos que simpatizam com essa doutrina de luz que é o Espiritismo. Aqui os visitantes encontrarão mensagens e textos que irão exclarecer um pouco sobre a doutrina. Sintam-se à vontade para deixar seus comentários. Dedicado ao Cristian com amor da mamãe, pq nosso laço é eterno¤··

::Bem Vindo::





::Amigos::



Caminho dos Anjos®
Christian Vive®
Poesia e Cia®
Luz Espírita®
Luz EspíritaII®
Luz EspíritaIII®
Site: Luz Espírita®
Angel Rose®
Melodiahot®
Serenata ao Luar®


::Relógio::



::Já Passou::


01/03/2010 a 15/03/2010
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007



::Música::

Enya - Athair Ar Neamh

::Athair Ar Neamh ::

::Enya ::

(tradução)
Pai do Céu,
Deus nos abençoe,
Pai do Céu,
Deus me abençoe.
Minha alma, meu coração,
minha glória
Louvam você, Deus.
Longo é o dia tranqüilo,
Longa é a noite sem trevas.
Deleite, alegria, amor,
Louvam você, Deus.
Eu o glorifico, dia após dia,
Eu o glorifico, noite após noite.
Pai do Céu, Deus nos abençoe.
Pai do Céu, Deus me abençoe.
A lua, o sol, o vento
Louvam você, Deus.

::Créditos::









::Contador::



Indicação de filmes com temas espiritas:

Evocando Espíritos - 26/10
Passageiros - 02/11
Minha vida na Outra vida - 03/11













Indica

LÉON DENIS

DEPOIS DA MORTE

 Nesta grande obra, Léon Denis, o grande estudioso francês e contemporâneo de Allan Kardec, realmente fala ao coração da criatura humana, conduzindo-a a meditar séria e proveitosamente sobre tão profunda indagação.

Esmiuçando temas filosóficos e analisando antigas religiões, o autor focaliza o surgimento do Espiritismo como uma crença nova apoiada em fatos, capaz de revelar ao pensamento humano o que se passa no além-túmulo.

Em sua conclusão, assevera-nos Denis que o Espiritismo esclarece o passado, ilumina as antigas Doutrinas Espiritualistas e liga sistemas aparentemente contraditórios.

*

"Vinde saciar-vos nesta fonte celeste, vós todos que sofreis, vós todos que tendes sede da verdade. Ela verterá em vossa alma o frescor e a regeneração. Vivificados por ela, sustentareis mais animadamente os combates da existência, sabereis viver e morrer dignamente."

Léon Denis



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 15h04
[] [envie esta mensagem]




Os bastidores do Livro dos Espíritos

Saiba como um professor de ciências investigou as mensagens dos espíritos para fundar uma religião na Paris do século 19.

 

ler artigo completo:

http://www.luzespirita.com/subpag/artigos/bastidoreslivrosdosespiritos.htm

 



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 13h29
[] [envie esta mensagem]




A FÉ DO HOMEM DE BEM

"O homem de bem que, crendo em seu futuro celeste,
quer encher a sua vida de nobres e belas ações, haure
em sua fé, na certeza da felicidade que o espera..."
(Evangelho Segundo o Espiritismo XIX, 12)

Estou sentindo que todos os irmãos na Terra se encontram preocupados com os acontecimentos da vida, com tudo aquilo que se encontra diante deles. Falta-lhes a fé e a confiança para ter certeza de que Deus está sempre ajudando a todos aqueles que nele confiam. Mesmo que pareça difícil, tudo se tornará mais fácil com o passar do tempo, conforme sua preparação. Você encontrará no seu caminho mensageiros, amigos e protetores para ajudarem a conduzi-lo ao caminho certo.

Mesmo se você está cansado, lembre-se de agradecer a Deus pela vida, pois é através da vida que nos preparamos para um futuro melhor, tanto material como espiritual. Se está feliz, lembre-se dos menos favorecidos que Deus coloca na sua frente e procure contagiá-los com a sua alegria. Se você precisa de assistência, mentalize com fé e busque em Deus a sustentação. Ele estará com você em cada momento da sua vida e segurará em suas mãos com muita firmeza para lhe dar o apoio.

Procure não se sentir cansado, procure lutar, porque através da luta, da fé, da paciência, da confiança e da resignação, vencerá todos os obstáculos. Quantos irmãozinhos precisam da firmeza de pensamento de um amigo, de um companheiro para estar ao seu lado, principalmente nas horas difíceis?

Quando encontram obstáculos e pedras a serem removidas, é que precisam desta mão forte para removê-las.

Encontre em mim este amigo, este companheiro, aquele que está sempre ao seu lado e a qualquer momento, sempre que necessitar.

Serei forte para todos. Se você precisar de um entendimento maior, procure através do Evangelho e das boas obras. Tudo aquilo que fizer de bom em benefício de alguém estará formando um campo de força muito grande em torno de você, preparando os seus caminhos para seguir adiante.

Ore e agradeça a Deus pela vida, pedindo sempre ajuda para que os irmãos se fortaleçam. Assim, muito poderá fazer para a sustentação de todos. Quando pensar em alguém, pense com carinho e afeto, não critique. Não julgue, não faça justiça com as próprias mãos.

Entregue nas mãos de Deus todas as ofensas e procure orar em direção desses irmãos que necessitam muito de você. São irmãozinhos menos esclarecidos, que se encontram resgatando os seus débitos na Terra, no mundo de expiação. Assim, muito poderá construir. Muitas coisas boas serão feitas e muito poderá alcançar no momento da partida.

Hoje estive observando a cada um dos irmãos que chegou até a mim. Alguns muito preocupados com a vida, outros desiludidos, muitos confiantes, pedindo a Deus para que sejam ajudados.

O que fazer para que você se encontre? Vou trabalhar, trazer os mensageiros para seguir os seus caminhos.

Falei com uma irmã que está com o coração muito triste, preocupada, sofrida por algo que lhe aconteceu:

- Tenha paciência, filha, tenha fé em Deus. Ele sabe o que faz e porque faz. Tudo tem o momento certo e uma causa justa. Não lamente, não sofra. Vença com resignação, procure orar e agradecer a Deus a todos os momentos e por ter esta oportunidade de se preparar melhor.

Assustada, ela pensa: "Como sabe o que estou sentindo?"

Eu estou tão próximo, que você pode sentir a minha presença tocando levemente em seu coração. Mas se você não aceita, tudo se torna difícil à minha aproximação.

Aceite Deus, aceite a ajuda, prepare-se e lá estarei, olhando em seus olhos, segurando em suas mãos, seguindo os seus passos, ou você seguindo os meus.

Saberá onde me encontrar. Estarei presente em todos os seus momentos, farei parte da sua vida. Venha comigo. Sinta a mão de Deus estendida na sua direção, segure com muita firmeza. Sinta a presença de Deus no sol que ilumina o seu dia, na lua que clareia a sua noite, através de um pequeno ser que olha em seus olhos ou através das lágrimas de alguém que chora. Sorria. Com seu sorriso você vai conquistar a paz, o entendimento maior e terá sempre um amigo fiel ao seu lado.

Quer saber quem eu sou?

Eu sou um pássaro que voa, o coração que perdoa.

a mão que doa,

o pé que caminha,

o coração que pulsa.

o ar que respira,

tudo isso e muito mais.

Sou a voz da sua consciência.

Muita paz.

 



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 16h15
[] [envie esta mensagem]




001teb4e

IDÉIAS, IDEAIS

Assim como a melodia te encanta os tímpanos, o perfume te delicia o olfato, a paisagem te felicita as retinas, a iguaria te deleita o paladar, a idéia te ilustra e alimenta o cérebro, dirige teus passos e conduze-os com segurança, seja no espinheiral dos dias tempestuosos ou no remanso das horas azuis.

O Espírito não vive sem idéias e nem as perde com o fenômeno da morte; mesmo contra a vontade, vê-se obrigado a pensar. Imanizada a esse ditame do próprio existir, a alma sofre ou sente prazer até dormindo, através de pesadelos e sonhos.

Todos fazemos estocagem de idéias; por isso, de quando em quando, urge empreender escrupuloso balanço em nosso armazém mental para atirar fora as que se mostrem deterioradas ou inúteis. Quem odeia retém idéias parasitas e tóxicas; quem nada faz de produtivo guarda idéias estéreis e superadas.

A idéia, atualmente na Terra, embora sendo o artigo mais barato, acessível a qualquer criatura, é, sob o aspecto da qualidade, o mais raro e o mais difícil. Examinando o assunto, por esse prisma, somos compelidos a verificar que um pensamento expresso em frase renovadora constitui patrimônio inapreciável, pois uma idéia nova consegue reabilitar a direção da própria Humanidade.

Quando pensas: - Eu posso! Tenho força e devo perseverar! - essa idéia tem mais importância do que toda riqueza, autoridade ou prestígio humanos que te possam favorecer.

Quando imaginas: - Estou vencido! Desisto de esforçar-me! - essa idéia tem maior poder deletério que qualquer argumento, conselho ou ponto de vista alheios que te apóiem, inclinando-te a vencer a ti mesmo.

Toda luz de alegria e todo braseiro de provação surgem de um toque do pensamento.

Toda idéia, tanto no bem, quanto no mal, lembra a gota ou a chispa. Nasce o manancial, depois a fonte e, em seguida, o rio caudaloso. Nasce a fagulha, depois a chama e, em seguida, o incêndio arrasador.

Surge a idéia, logo após é ideal e todo ideal é destino, na forma que lhe queiramos dar.

Aperfeiçoa idéias, aperfeiçoando ideais.

A boa idéia, no momento da necessidade, é solução que não tem preço.

Lourenço Prado

 

 



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 16h05
[] [envie esta mensagem]




BEM-AVENTURADOS...

O Espírito renasce na Terra impulsionado por nova esperança, decidido a enfrentar as provas que escolheu no campo do aprendizado.

Passa o tempo.

Perlustra a fase infantil e, por vezes, atravessa a juventude, evidenciando a melhor disposição íntima, para atingir, surpreso, o limiar da maturidade humana.

Começam a surgir os problemas e lutas maiores. Repontam as primeiras decepções.

Desvelam-se os reencontros mais graves. Rearticulam-se compromissos amargos.

Enigmas do pretérito, recente ou remoto, aparecem de improviso.

Esboçam-se tentações constringentes e identifica em si mesmo as mostras iniciantes dos desajustes morais.

Credores impassíveis de outro tempo, domiciliados na Espiritualidade inferior, descobrem-no envergando a rouupagem carnal diferente e insuflam-lhe aviltantes idéias fixas, ligadas aos pontos vulneráveis que lhe assinalam a personalidade, quase sempre distante da obrigação de orar e vigiar, perdoar e servir em proveito próprio.

Nascem daí as primeiras frases de pessimismo, os primeiros ares de tristeza, os primeiros traços de melancolia, os primeiros sintomas de frustração.

Em semelhante trecho do embate pelo necessário aperfeiçoamento, os seres humanos passam à tensão constante e imanifesta do corpo espiritual ansiando recuperar a paz que consideram perdida,

Aqueles que se apóiam no Cristo, orando, resignanndo-se e estabelecendo contactos intuitivos, através do perdão e da humildade, da beneficência e do serviço, logram restaurar-se mais facilmente, arrimados à compreensão e à fé viva que lhes garantem serenidade e paciência.

Contudo, aqueles outros que se ausentam da realidade moral assumem fugas psicológicas - válvulas falsas para quebrar a pressão interior - e entregam-se, imoderadamente, ao álcool, aos tóxicos, aos jogos de azar ou às aventuras infelizes da sensibilidade, no domínio das paixões terra-a-terra, que se fazem acompanhar de cativeiros e angústias.

Gradativamente entram na condição de escravos dos próprios desregramentos, e tornam-se tiranos dos outros.

É aí que se desencadeia o colapso de todas as resistências da alma, que se entrega então, em dolorosos processos obsessivos, à recapitulação de todos os erros do passado para, de novo, mergulhar em pesadelos sinistros além da morte.

Espíritas, irmãos! Permanecei em guarda contra vós mesmos!

A Doutrina Bendita que nos tutela os votos de melhoria surgiu nos caminhos do mundo para anular os rebates falsos do materialismo, instilando-nos fortaleza e resolução para vencermos nossas tendências menos feelizes.

Seguir o Espiritismo é refazer o destino!

Já conseguis estudar os mecanismos da Justiça Maior; interpretais, no tempo e no espaço, as causas profundas das aflições; tendes por bênção incontestável o provisório esquecimento das existências anteriores; entendeis sem dificuldade o imperativo da justa resignação; aceitais a função admirável do Educandário Terrestre e reconheceis, igualmente, no cárcere de carne, a abençoada carteira escolar em que recolhemos lições e valores para a nossa definitiva emancipação ... Em razão disso, sois, na Terra, aqueles companheiros da Eternidade mais capacitados para sentir e receber as inefáveis alegrias prometidas pelo Senhor, quando socorreu, no tope da cruz, a multidão desesperançada:

- "Bem-aventurados os que choram, pois que serão consolados ...

- "Bem-aventurados os famintos e sequiosos de justiça. pois que serão saciados."

BATUÍRA

 



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 15h51
[] [envie esta mensagem]




recomendo_dvd_minha_vida_na_outra_vida

Minha VIDA na Outra VIDA

 

• Ficha Técnica

Título Original:  Yesterday's Children
País de Origem:  EUA
Gênero:  Drama
Tempo de Duração: 93 minutos
Ano de Lançamento:  2000
Estúdio/Distrib.: Versatil
Direção:  Marcus Cole
 
• Elenco
Jane Seymour, Clancy Brown, Kyle Howard, Denis Conway, Eoin McCarthy, Cillian Caffrey

• Sinopse

Pela primeira vez na história, um filme retrata, com fidelidade, lógica e respeito, a reencarnação, tema de interesse de milhões de pessoas em todo o mundo. Baseado em fatos reais relatos no livro autobiográfico de Jenny Cockell, Minha Vida na Outra Vida conta a história de Jenny, uma mulher do interior dos Estados Unidos, que tem visões, sonhos e lembranças de sua última encarnação, como Mary, uma mulher irlandesa que faleceu na década de 30. Intrigada, Jenny sai em busca de seus filhos da vida passada. Tem início uma jornada emocionante. Jenny é magistralmente interpretada pela renomada atriz Jane Seymour, de Em Algum Lugar do Passado. Só, que desta vez, não se trata de ficção, mas de realidade.

Análise à Luz do Espiritismo:


☼ Todos os Espíritos estão destinados à perfeição, e Deus lhes fornece os meios de alcançá-la pelas provações da vida corporal. Mas, na Sua justiça, lhes permite cumprir, em novas existências, o que não puderam fazer, ou acabar, numa primeira prova.
Não estaria de acordo nem com a igualdade, a justiça, nem com a bondade de Deus condenar para sempre os que encontraram, no próprio meio em que viveram, obstáculos ao seu melhoramento, independentemente de sua vontade. Se a sorte do homem estivesse irrevogavelmente fixada após a morte, Deus não teria pesado as ações de todos numa única e mesma balança e não agiria com imparcialidade.
A doutrina da reencarnação, que consiste em admitir para o homem diversas existências sucessivas, é a única que responde à idéia que fazemos da justiça de Deus em relação aos homens que se acham numa condição moral inferior; a única que pode nos explicar o futuro e firmar nossas esperanças, porque nos oferece o meio de resgatar nossos erros por novas provações. A razão nos demonstra essa doutrina e os Espíritos a ensinam.
O homem que tem consciência de sua inferioridade encontra na doutrina da reencarnação uma esperança consoladora. Se acredita na justiça de Deus, não pode esperar achar-se, perante a eternidade, em pé de igualdade com aqueles que agiram melhor do que ele. Contudo, o pensamento de que essa inferioridade não o exclui para sempre do bem supremo que conquistará mediante novos esforços o sustenta e lhe reanima a coragem. Quem é que, no término de sua caminhada, não lamenta ter adquirido muito tarde uma experiência que não pode mais aproveitar? Porém, essa experiência tardia não está perdida; tirará proveito dela numa nova vida.

Fonte: Livro dos Espíritos



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 23h03
[] [envie esta mensagem]




 

                                                                                                                                                             

 

 

 

 

Adolescência

A adolescência é o período que se estende desde a puberdade – 12-13 anos, até atingir o estado adulto pleno – 2225 anos. É variável entre os pesquisadores da personalidade juvenil, em virtude das diferenças na idade emocional e mental nos adolescentes. Período da existência que se caracteriza por transformações acentuadas de comportamento, acompanhando as mutações físicas, apresenta, muitas vezes, dificuldades de relacionamento com os pais e problemas complexos no caráter e no sentimento, desafiando orientadores e psicólogos. [...] O Espírito, ao sair da fase infantil e penetrar na adolescência, passa a apre sentar mudanças bruscas e imprevisíveis no seu comportamento, em virtude do fardo de estímulos sexuais que já carrega em si mesmo, como herança de si próprio, oriunda de séculos de experiência. Na fase da adolescência, o organismo passa a dar melhores condições para a manifestação mais profunda da alma. Começa a funcionar com mais intensidade o instinto sexual. A libido, de que fala a Psicanálise, não é nada mais do que a carga dos impulsos sexuais arquivados no Espírito imortal. [...] Os problemas psicológicos de solução difícil nos jovens adolescentes são o resultado das transgressões morais e dos abusos sexuais de vidas passadas, que naturalmente surgem no hoje, requisitando reeducação, a fim de aprender a dirigir suas próprias emoções e desejos. [...] Na atualidade, a fase da adolescência caracteriza-se por uma maior liberdade que o progresso da civilização proporcionou com as mudanças rápidas dos costumes, as facilidades dos meios de comunicação de massa universalizando novos hábitos, a complexidade social com os conglomerados humanos, a imprensa materialista, a pregação sistemática de liberdade por parte de escritores e filósofos, o conforto excessivo das horas livres sem ocupação edificante, o requinte nas diversões e no lazer. O mundo das novidades, hoje, cativa muito mais os jovens do que a vida afetiva dos pais, no calor humano do reduto doméstico. O mundo mental do jovem não está aprisionado às fronteiras do recinto familiar, como se encontrava na fase infantil. A fase da adolescência é muito mais perigosa do que a infantil. O jovem é como um filhote de pássaro que abandona o seu ninho, ensaiando os primeiros vôos, e passa a enfrentar maiores perigos, em virtude dos vôos baixos da fraqueza, da incompetência e inexperiência. A criança pode ser vigiada, corrigida e limitada nas suas liberdades, o que não é possível junto aos adolescentes, principalmente agora, no mundo das facilidades atuais. [...] A fase da adolescência precisa assim, não mais de sentinelas vigiando e amparando seus passos, mas, sim, de muito apoio e orientação dos pais no sentido de esclarecimento espiritual e diálogo evangelizado. O que acontece, normalmente, é o abandono dos pais, no campo da orientação, julgando que os filhos com essa idade já possuem condições para enfrentar e superar, por si mesmos, todas as circunstâncias da vida, dispensando até mesmo o simples diálogo.

 

Referência:
BARCELOS, Walter. Sexo e evolução. 3a ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. - cap. 12

 

 



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 15h29
[] [envie esta mensagem]




PASSAGEIROS

Ficha Técnica


Título Original: Passengers
Gênero: Drama- Terror
 
Ano: 2008
Duração: 90 min
Estúdio: Imagem Filmes 
Direção: Rodrigo Garcia
Roteiro: Ronnie Christensen

Elenco

Anne Hathaway,Patrick Wilson,Andre Braugher,Dianne Wiest,David Morse,William,B.Davis,Ryan Robbins,Clea DuVall


Sinopse  

Após um trágico acidente aéreo, a psiquiatra Claire (Anne Hathaway) é designada a tratar dos sobreviventes. Enquanto ouve os relatos de todos e coleta informações do que pode ter acontecido, Claire começa a desconfiar que a empresa aérea esta escondendo algo sobre o acidente. Então decide investigar o acidente com a ajuda de Eric (Patrick Wilson), o mais enigmático dos passageiros. Mas a relação entre os dois se intensifica e vai além do campo profissional. No decorrer do tempo, os sobreviventes começam a desaparecer misteriosamente. Agora a psiquiatra fará o que for preciso para descobrir toda a verdade. Prepare-se para respostas surpreendentemente assustadoras.

Análise à Luz do Espiritismo:

No momento da morte, tudo é inicialmente confuso; a alma necessita de algum tempo para se reconhecer. Ela fica atordoada, semelhante à situação de uma pessoa que desperta de um profundo sono e procura se dar conta da situação. A lucidez das idéias e a memória do passado voltam à medida que se apaga a influência da matéria da qual acaba de se libertar e à medida que se vai dissipando uma espécie de névoa que obscurece seus pensamentos.

O tempo da perturbação que se segue à morte do corpo é bastante variável. Pode ser de algumas horas, de muitos meses ou até mesmo de muitos anos. É menos longa para aqueles que se identificaram já na vida terrena com seu estado futuro, porque compreendem imediatamente sua posição.

Essa perturbação apresenta circunstâncias particulares de acordo com o caráter dos indivíduos e, principalmente, com o gênero de morte. Nas mortes violentas, por suicídio, suplício, acidente, apoplexia, ferimentos, etc., o Espírito fica surpreso, espantado e não acredita estar morto. Sustenta essa idéia com insistência e teimosia. Entretanto, vê seu corpo, sabe que é o seu e não compreende que esteja separado dele. Procura aproximar-se de pessoas que estima, fala com elas e não compreende por que não o escutam. Essa ilusão dura até o completo desprendimento do perispírito. Só então o Espírito reconhece o estado em que se encontra e compreende que não faz mais parte do mundo dos vivos. Esse fenômeno se explica facilmente. Surpreendido pela morte, o Espírito fica atordoado com a brusca mudança que se operou nele. A morte é, para ele, sinônimo de destruição, de aniquilamento. Mas, como ainda pensa, vê, escuta, não se considera morto. O que aumenta ainda mais sua ilusão é o fato de se ver num corpo semelhante ao anterior, cuja natureza etérea não teve ainda tempo de estudar. Acredita que seja sólido e compacto como o primeiro; e quando percebe esse detalhe, se espanta por não poder apalpá-lo. Esse fenômeno é semelhante ao que acontece com os sonâmbulos inexperientes que não acreditam dormir, porque, para eles, o sono é sinônimo de suspensão das atividades, e, como podem pensar livremente e ver, julgam não estar dormindo. Alguns Espíritos apresentam essa particularidade, embora a morte não tenha acontecido inesperadamente. Porém, é sempre mais generalizada naqueles que, apesar de estar doentes, não pensavam em morrer. Vê-se, então, o singular espetáculo de um Espírito assistir ao seu enterro como sendo o de um estranho e falando sobre o assunto como se não lhe dissesse respeito, até o momento em que compreende a verdade.

A perturbação que se segue à morte nada tem de pesaroso para o homem de bem! É calma e muito semelhante à de um despertar tranqüilo. Para aquele cuja consciência não é pura, a perturbação é cheia de ansiedade e angústias que aumentam à medida que reconhece a situação em que se encontra.

Nos casos de morte coletiva, tem-se observado que os que perecem ao mesmo tempo nem sempre se revêem imediatamente. Na perturbação que se segue à morte, cada um vai para seu lado, ou apenas se preocupa com aqueles que lhe interessam.

Fonte: Livro dos Espíritos

 

 

 



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 14h13
[] [envie esta mensagem]




Abortamento Espontâneo

Por que, para certas mulheres que desejam muito ser mães, ocorrem abortamentos espontâneos?

O que acontece, nesses casos, ao Espírito que se preparava para reencarnar naquele corpo que estava em formação?

Uma senhora narrou, ao jornal italiano L´aurora uma experiência muito interessante.

Ela estava grávida e feliz. Estava no quarto mês de gestação. Os exames preliminares lhe haviam anunciado o sexo da criança: seria um menino, e ela se apressara a começar chamá-lo de André.

Então, uma noite, ela sonhou que estava deitada em um leito de hospital, sem apresentar o ventre desenvolvido, próprio da gravidez.

Estranhou, pois não conseguia entender o que acontecera. Levantou-se e foi até a janela do quarto. Um jardim se descortinava abaixo e nele um garotinho lhe sorria e a saudava com sua mãozinha.

Ela o olhou e lhe disse:

Até breve, meu tesouro. O nosso é somente um até breve, não um adeus.

Despertando, poucas horas depois, Giovanna precisou ser encaminhada ao Hospital da localidade, sob ameaça de um abortamento.

A médica, auxiliada por sua equipe, se esforçou ao máximo, sem conseguir evitar o abortamento espontâneo.

Uma grande tristeza invadiu aquele coração materno, ansioso pelo nascimento de mais um filho.

Desalentada e triste, chorou até se esgotarem as lágrimas. E o sonho da noite anterior então teve sentido para si: seu filhinho viera se despedir. E ela se despedira dele.

Fora o anúncio da tristeza que estava a caminho e que invadiria aquele coração feminino.

Talvez, mais tarde, em um outro momento, ele pudesse retornar, em nova tentativa gestacional. Mesmo porque, conforme o sonho, fora uma despedida temporária.

*   *   *

Por que ocorrem abortos espontâneos? O Codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, interessou-se pela delicada questão.

As respostas lúcidas dos Espíritos de luz se encontram em O livro dos Espíritos.

Em síntese, esclarecem os mensageiros celestes que, as mais das vezes, esses eventos espontâneos têm por causa as imperfeições da matéria.

Ou seja, as condições inadequadas do feto ou da gestante. De outras, o Espírito reencarnante, temeroso das lutas que terá que enfrentar na vida de logo mais, desiste da reencarnação, volta atrás em sua decisão.

Retirando-se o Espírito que presidia ao fenômeno reencarnatório, a criança não vinga, a gestação não chega a termo.

A gestação frustrada é dolorosa experiência para os pais e para o Espírito em processo reencarnatório.

Como não existe sofrimento sem causa anterior, chega a esses corações, como medida salutar para ajuste de débitos anteriores.

Para o Espírito que realizava a tentativa, sempre preciosa lição.

Retornará ao palco da vida terrena, após algum tempo, em novas circunstâncias.

*   *   *

Para quem aguarda o nascimento de um filho, se constitui em doloroso transe a frustração do processo da gestação.

De um modo geral, volta o mesmo Espírito, superadas as dificuldades, para a reencarnação.

Se forem inviáveis as condições para ser agasalhado no ventre que elege para sua mãe, engendra outras formas de chegar ao lar paterno.

É nessas circunstâncias que a adoção faz chegar a pais não biológicos o filho inestimável do coração.



Escrito por Cristian vive/Mahevi às 13h09
[] [envie esta mensagem]